Fogo e desmatamento como impressões digitais do descontrole ambiental