Floresta da Tijuca vai ganhando novos sons

Dentro do Projeto Refauna, espécies de pássaros, aves e primatas foram reintroduzidos na mata

Como informa reportagem de O Globo, nos últimos dias, foi a vez de dois machos e uma fêmea de trinca-ferro serem soltos na Floresta da Tijuca. O esforço tem como objetivo aumentar a população de pássaros da Mata Atlântica, considerada em queda pelos pesquisadores do projeto Refauna.

Criada em 2008, quando observações de funcionários do ICMBio perceberam que a floresta estava cada vez mais vazia, a iniciativa promove, desde 2010, uma reintrodução criteriosa de espécies nativas na área do Parque Nacional. A primeira delas foi a cutia. Foram 49 exemplares da espécie liberados até agora. A população atual mostra que os resultados foram os esperados.

A mesma avaliação pode ser feita com os bugios, animal extinto na natureza mas que, na Tijuca, começaram a retornar em 2015. Hoje, visitantes mais atentos da região  já conseguem ver alguns grupos se alimentando de frutas no alto das árvores.


Este conteúdo pode ser republicado livremente em versão online ou impressa. Por favor, mencione a origem do material. Alertamos, no entanto, que muitas das matérias por nós comentadas têm republicação restrita.

Aqui você encontra notícias e informações sobre estudos e pesquisas relacionados à questão do desmatamento. O conteúdo é produzido pela equipe do Instituto ClimaInfo especialmente para o PlenaMata.

Se você gostou dessa nota, clique aqui e assine a Newsletter PlenaMata para receber o boletim completo diário em seu e-mail.