Caubóis da Floresta

Em livro, antropólogo americano explora nuances socioculturais por trás do desmatamento e da criação de bois na Amazônia brasileira

Segundo o antropólogo Jeffrey Hoelle, professor da Universidade da Califórnia, em Santa Barbara, a reversão do processo de desmatamento para a produção de gado na Amazônia passa pelo entendimento das dimensões sociais e culturais envolvidas nas atividades ligadas à pecuária naquela região.

Por isso, ele recomenda que ações de comando e controle sejam precedidas de entendimento da perspectiva local. O convite é para que as autoridades e as organizações da sociedade civil se perguntem, primeiro, por que as pessoas criam boi? Logo vem o restante do enunciado: não são decisões de bandidos ou de pessoas burras. Tente se colocar no lugar delas, recomenda Hoelle.

Em entrevista à Folha, o autor do livro “Caubóis da Floresta: O Crescimento da Pecuária e a Cultura de Gado na Amazônia Brasileira”, rascunha um pouco da tese elaborada por ele após anos de estudo no Acre. A obra é uma tradução da versão em inglês, publicada em 2015.

Segundo Hoelle, para muitos moradores do interior do Acre, inclusive seringueiros, a pecuária é um caminho para se atingir o progresso; uma oportunidade de ascender socialmente e mandar os filhos para a escola. Além disso, os mais jovens não sentem como um elogio serem chamados de seringueiros.

Do lado do governo, de acordo com o antropólogo, as tentativas feitas durante os governos petistas, o Governo de Florestas, apesar de darem algum resultado, não foram suficientes. Depois daqueles esforços, que tiveram o auge no início dos anos 2010, os índices de desmatamento voltaram a crescer, antes de aumentar ainda mais com o governo Bolsonaro. “O desafio na Amazônia é tratar o uso da terra e o desmatamento não apenas como atividades econômicas, ou algo que pode ser controlado com tecnologia, repressão e políticas públicas”, recomenda Hoelle.


Este conteúdo pode ser republicado livremente em versão online ou impressa. Por favor, mencione a origem do material. Alertamos, no entanto, que muitas das matérias por nós comentadas têm republicação restrita.

Aqui você encontra notícias e informações sobre estudos e pesquisas relacionados à questão do desmatamento. O conteúdo é produzido pela equipe do Instituto ClimaInfo especialmente para o PlenaMata.

Se você gostou dessa nota, clique aqui e assine a Newsletter PlenaMata para receber o boletim completo diário em seu e-mail.