Coalizão Brasil pede criação de Política Nacional de Bioeconomia

O Brasil tem a maior biodiversidade do planeta, mas ainda não implantou nenhum programa nacional de bioeconomia, o que pelo menos 30 países do mundo já fizeram

O Brasil tem a maior biodiversidade do planeta, mas ainda não implantou nenhum programa nacional de bioeconomia, o que pelo menos 30 países do mundo já fizeram. Para fortalecer esse debate, a Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura enviou ontem um documento aos ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Meio Ambiente, Economia, Desenvolvimento Regional e Ciência e Tecnologia, no qual defende a criação de uma Política Nacional de Bioeconomia. A carta foi remetida igualmente a dezenas de congressistas e aos líderes do Senado e da Câmara dos Deputados. A notícia é do Valor.

Mais de 300 representantes do agronegócio, da indústria, sociedade civil, setor financeiro e Academia integram a Coalizão Brasil. Para eles, o país tem condições de passar a ser protagonista da nova Bioeconomia. Para isso, deve unir o uso da biodiversidade dos biomas com o conhecimento de povos e comunidades tradicionais, o capital social de agricultores familiares e a capacidade de inovação de empresas brasileiras que atuam no setor florestal e agrícola. O objetivo é “escalar sistemas produtivos sustentáveis e biodiversos, que promovam restauração de paisagens, regeneração do solo, conservação de biodiversidade, valoração dos serviços ecossistêmicos e eficiência agropecuária”.

No entanto, para que isso aconteça, o Estado tem papel fundamental como coordenador de políticas públicas e programas de incentivo à bioeconomia. As empresas, com capacidade de inovação, acesso a mercado, fomento ao empreendedorismo, investimentos, desenvolvimento de ciência e tecnologia, devem incorporar a estratégia a seus negócios, diz a carta. O documento foi elaborado tendo em mente o Fórum Mundial de Bioeconomia a ser realizado no Pará.

__________

Este conteúdo pode ser republicado livremente em versão online ou impressa. Por favor, mencione a origem do material. Alertamos, no entanto, que muitas das matérias por nós comentadas têm republicação restrita.

Aqui você encontra notícias e informações sobre estudos e pesquisas relacionados à questão do desmatamento.

O conteúdo é produzido pela equipe do Instituto ClimaInfo especialmente para o PlenaMata.

Se você gostou dessa nota, clique aqui e assine a Newsletter PlenaMata para receber o boletim completo diário em seu e-mail.